Search

Falar (s)em público

Este é um dos grandes receios do ser humano. Dizem até que é uma das maiores fobias sociais existentes.

Mesmo as pessoas que, ou devido ao seu trabalho ou a algum hobbie, têm por hábito falar para um número elevado de pessoas, muitas delas verbalizam o “frio na barriga” que sentem quando sobem ao palco.


Há sempre o receio de bloquear, o receio de esquecer o que se pretende dizer, o medo de questões que poderemos não saber a resposta, a dúvida de como o público vai reagir ao que vamos partilhar.

E quando, já em cima do palco, sentimos que estamos SEM público? Ou sentimos que estamos a falar para um grupo de pessoas que simplesmente não está lá (ou está, presencialmente, mas sem demonstrar interesse no que estamos a dizer)? Ou sentimos que o impacto que queremos ter não está a ser positivo? Ou o nosso objetivo não está a ser atingido?


Sim… quem nos dera que existisse um alçapão para desaparecermos rapidamente!

O mundo digital, o teletrabalho, os webinars, os workshops online, as conference call que tanto estão em uso nos dias de hoje, ainda reforçam esta sensação de estarmos, muitas vezes, a “falar para o boneco”. A distância física aumenta e potencia esta dificuldade de chegarmos ao nosso público.

E o nosso público pode ser somente um interlocutor ou um auditório com lotação esgotada. A verdade é que a dificuldade que sentimos em chegar ao outro, é por vezes imensa e consequentemente, inglória.

Nas nossas formações sobre Comunicação ou em sessões de coaching individuais, trabalhamos a importância de garantir uma comunicação que acrescente valor e que seja memorável:

  • iniciar o discurso com um momento que chame a atenção do público

  • promover, na medida do possível, a interação com os outros interlocutores

  • fazer perguntas, mesmo que não possamos ouvir as respostas no momento

  • alterar os meios visuais (imagens / vídeos / cartoons / fotografias / frases…)

  • reduzir o tempo da interação

  • garantir uma comunicação positiva

  • reforçar palavras / frases que transmitam a mensagem

  • contar uma piada que fique na memória dos participantes

  • fechar com algo impactante

O grande objetivo é agarrar o nosso público e fazê-lo parte ativa da nossa comunicação, do nosso discurso, do tema que queremos partilhar.


Na GO Coaching, temos esse foco e procuramos constantemente garantir este nosso objetivo: falar para o nosso público! Obrigada por estar desse lado!